Sábado, 14 de Junho de 2008

Explicação

.

SEM EXPLICAÇÃO
- Então?
- Então, o quê?
- Isso, como é que explicas?
- Ora, como é que eu hei-de explicar? Sabem, é que…
Mas as palavras ficaram presas, penduradas… não saiam. Fugiam; ou melhor, não apareciam. Entaladas na garganta. Engolidas. Nem iam nem vinham. Sem palavras… sem explicação!
E não explicou nem foi preciso. Ficou tudo logo ali escarrapachado, mais que bem explicado no seu silêncio. Tudo dito!
 
Autoria de: joseporvinho às 19:59

Endereço | A sua Opinião | Subscrever

.Jose Porvinho

.Pesquisa

 

.Janeiro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30
31

.Topicos Recentes

. Criar Bosques

. Campanha de Arborização

.Tópicos em Arquivo

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds